sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Os Perigos Que a Incredulidade Representa Para os Crentes - 21/08/2016

     Mais um sermão da série de pregações no livro de João, com o propósito de mostrar à igreja que a incredulidade característica dos ímpios, pode também estar abundando dentro da igreja. Proferido na Igreja Batista da Graça em Caruaru, no domingo, Dia do Senhor, 21/08/2016 e baseado em João 20:24-29, responde à seguinte pergunta: Quais são os perigos da incredulidade para o crente?

      1 - Faz com que ele descreia dos demais irmãos – v.24-25
      2 - Domina-o por mais tempo do que o esperado – v.26
      3 - Exige provas materiais para crer – v.27-28
      4 - Leva o crente a ser repreendido pelo Senhor – v.29
-----------
Reflexão:

FÉ QUE PRODUZ CONFIANÇA EM DEUS
     Em nossa vida cristã de lutas da carne contra o espírito, somos constantemente provados no que diz respeito à nossa fé. Sabemos que a fé consiste na certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não veem (cf. Hebreus 11.1). 
     A fé está intrinsecamente ligada à esperança. Esperamos porque temos fé. Esperamos o que não vemos porque o Espírito Santo atua em nós, por fé. A Palavra diz que sem fé é impossível agradar a Deus (cf. Hebreus 11.6), o que nos remente à necessidade de sermos perseverantes na vida cristã, de confiarmos no Senhor com todo nosso entendimento, com toda nossa força, a fim de não tropeçarmos em tempo algum. 
     Só espera contra a esperança quem tem fé nas promessas de Deus, quem confia que Ele é capaz de fazer abundantemente muito mais do que tudo quanto podemos pedir ou pensar. Esta é a fé que agrada a Deus, pois leva-nos à confiança nEle. Ela demonstra nossa total dependência dEle e sua gloriosa majestade, conduzindo todas as coisas para a Sua glória. “Confia no SENHOR de todo teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento” (Provérbios 3.5).
Pr. Edson Rosendo
Igreja Batista da Graça em Caruaru

Bênçãos e Deveres Advindos da Ressurreição - 14/08/2016

     Continuando com a série de pregações sistemáticas no livro de João, o Pr. Edson Rosendo discorre sobre os privilégios e responsabilidades do crente em decorrência da ressurreição de Cristo, conforme análise em João 20:19-23. Assim ficou o esboço do sermão proferido no dia 14/08/2016, do púlpito da Igreja Batista da Graça em Caruaru:
     O privilégio de receber Jesus ressurreto
          *As circunstâncias da recepção;
          * O sentimento dos apóstolo.
     O privilégio de provar Jesus ressuscitado
          * Jesus confirmou a consumação da sua obra;
          * Jesus mostrou as marcas da violência sofrida.
     A responsabilidade de pregar Jesus ressuscitado
          * Jesus lhes dá a ordem de ir;
          * Jesus lhes capacita com o Espírito Santo;
          * Jesus lhes autoriza a tratar do pecado.
-----------------
REFLEXÃO:
     Compromissos Advindos da Ressurreição
     A ressurreição de Jesus marcou a validação de toda a obra redentiva feita por Cristo, e ela tem tudo a ver com a vida diária dos crentes. Da mesma forma que os apóstolos viram Jesus ressuscitado, também os crentes têm o dever de exibir Jesus ressuscitado mediante as suas vidas. 
     Ao se mostrar aos discípulos, Jesus os encontrou em polvorosa, com as portas da casa trancadas, todos com muito de medo, e Jesus imediatamente os acalmou. Assim também tem o cristão o dever de acalmar os perturbados e ansiosos pela simples presença sua no ambiente, por um testemunho eficaz e uma palavra consoladora. 
     Jesus ressuscitado ordenou que os discípulos fossem e pregassem o evangelho, sendo enviados ao mundo assim como Ele foi enviado ao mundo pelo Pai. E, da mesma forma que Jesus os capacitou mediante o seu Espírito Santo, os crentes tem o dever de ir ao mundo estando cheios do Espírito, cheios da Palavra, entendendo que a obra da evangelização é feita no poder do Espírito e não na capacidade da carne. 
     Dessa forma, todos os crentes têm o dever de estarem aptos a exibir Jesus ressuscitado a um mundo em trevas, posto que nenhum incrédulo o viu ressuscitado, sendo este o modo escolhido por Deus para mostrar seu Filho ressurreto ao mundo: pela vida exemplar e pelo testemunho poderoso dos crentes!
Pr. Edson Rosendo
Igreja Batista da Graça em Caruaru

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Vencendo o Pavor da Morte - 07/08/2016

     No domingo, dia do Senhor, 07/08/2016, o Pr. Edson Rosendo proferiu mensagem baseada em João 20:11-18, do púlpito da Igreja Batista da Graça em Caruaru.
     O propósito do sermão é relembrar, mediante análise do texto, que a morte não encerra tudo, que há reações negativas e positivas ao se analisar a figura da morte. Segue então, o esboço do sermão: 
          1 – As reações negativas do crente que não compreende a morte
            * Choro de tristeza (v.11a, 13a, 15a )
            * Sentimento de perda irreversível (v.11b, v.13b)
            * Visão embotada (v.12-13; 14-15)
          2 – As vitórias do crente quando compreende a ressurreição
            * Quando se reconhece a voz do pastor (v.16)
            * Quando se estabelece um novo relacionamento com Jesus (v.17a)
            * Quando se anuncia boas novas (v.17b-18)
----------------
REFLEXÃO:

Mestre, que lições gloriosas tens nos dado!

     Vivemos dias corridos. Muitos de nós ficamos atordoados com a sobrecarga de uma agenda a cumprir. Por esta razão, muitas vezes perdemos de apreciar a beleza dos pequenos detalhes que a vida nos proporciona; mal nos comunicamos com as pessoas, incluindo aqueles mais próximos de nós. Com o caos estabelecido, nossa responsabilidade cristã é atropelada, quando muito, negligenciada. Perdemos o foco e acabamos prejudicando o nosso relacionamento com Cristo e com a Sua Noiva (a Igreja). 
     Nesse embaraço, muitas vezes o Senhor está perto de nós, falando conosco e não nos apercebemos dos seus ensinamentos. É por isso que a vida cristã requer perseverança, disciplina e, principalmente, oração para que o Espírito Santo de Deus nos ensine aquilo que Ele tem a nos transmitir em Sua Palavra.  
     Quando compreendemos os ensinamentos de Cristo, ouvindo-O, podemos exultar de alegria, exclamando como Maria Madalena: Raboni (que quer dizer Mestre)! É como diríamos em nossos dias: Senhor Jesus, que grandiosas lições o Senhor tens nos dado, ajuda-nos á obedecê-las, por tua Graça.
Pr. Edson Rosendo
Igreja Batista da Graça em Caruaru

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Deus Inicia a Colheita dos Santos - 31/07/2016

     No domingo 31/07/2016 o Pr. Edson Rosendo continuou a séria de pregações expositivas no livro de João, desta feita no capítulo 20:1-10. O sermão tem a seguinte divisão:

     Deus inicia a colheita dos santos ressuscitando a Jesus:
          * Na madrugada do primeiro dia da semana;
          * Avisando aos apóstolos;
          * Suportando a investigação pelos apóstolos;
          * Conduzindo-os a encontrar indícios.

     Deus inicia a colheita dos santos confirmando a Sua ressurreição:
       * Sem lhes mostrar Jesus;
       * Fazendo-os crer na escritura;
       * Fortalecendo-lhes a fé.
---------------------------------
 
CUIDAR: EXPRESSÃO DE HONRA E GLÓRIA A DEUS
     Um aluno não foi bem no ano letivo se não passar de ano. Uma loja não terá lucros se não houver boas vendas. Uma família não será bem-aventurada se não seguir os passos do Mestre. A cruz não teria sido eficaz se não houvesse a ressurreição. 
     Ele veio para que mortos espirituais tivessem vida, e vida em abundância. Mas para que tivéssemos vida, Ele precisou vencer a morte ao terceiro dia. E a vida que temos nEle, com a Sua ressurreição é eterna. É por isso que devemos conhecê-Lo e praticar a Sua palavra, afinal, a vida eterna é esta, que conheçam a Ele, único Deus verdadeiro e a Seu Filho Jesus Cristo. 
     Viver fora da vontade de Deus é caminhar para uma morte eterna. Estar longe da sua benção, é não fazer parte de um povo que foi escolhido e redimido por Ele. 
     Viver para sua glória é ser contado entre os que ressuscitarão no último dia para desfrutar das bodas do Cordeiro, que venceu o mundo e a morte, sendo A primícia, para que gozemos para sempre da vida nEle, no lar eterno. 
     Louvado seja Deus por sua morte e ressurreição por todos nós.
Pr. Edson Rosendo
Igreja Batista da Graça em Caruaru

domingo, 7 de agosto de 2016

Um Maravilhoso Sepultamento - 24/07/2016

     O presente sermão faz parte da série de sermões sistemáticos sobre o livro de João. O Pr. Edson Rosendo o proferiu do púlpito da Igreja Batista da Graça em Caruaru, no domingo, Dia do Senhor, 27/07/2016, foi baseado em João 19:38-42 e tem a seguinte divisão:

     I - O Pedido Para o Sepultamento
          * Feito por um crente novo;
          * Feito com instância;
          * Feito com sucesso;

     II - A Decência do Sepultamento
          * Envolvendo o corpo de Jesus de modo decente;
          * Ungindo o corpo de Jesus de modo decente;
          * Sepultando o corpo de Jesus de modo decente.
------------------
     Alguns aspectos culturais são distintos de uma cultura para outra, dependendo das regiões ou credos. Para a cultura indígena, por exemplo, o que caracteriza a aptidão da mulher para ser mãe são os aspectos biológicos (apenas). Para outras culturas ocidentais considera-se os aspectos biológicos, psicológicos, dentre outros. 
     O mesmo se dá com o sepultamento. Há países que adotam um estilo de funeral com choro, lamento e dor pela partida de alguém querido. Já outras culturas preferem usar o momento para recordar sobre como era boa a convivência com a pessoa velada, lembrando os bons momentos vividos. Um não é mais correto que o outro, são apenas aspectos culturais que marcam os povos.
     Jesus também teve um sepultamento quando viveu aqui na terra como homem. Independente dos aspectos culturais vigentes, não foi tido como indigente ou alguém que foi embora sem deixar de si saudades, mas foi honrado até mesmo na sua morte, pelos seus filhos. Isto aponta para a natureza da sua humildade: Ele deixou-se ser cuidado por pecadores, mesmo na sua morte; mesmo sendo um Deus santíssimo. 
     Ora, se manifestamos cuidados uns com os outros até mesmo por ocasião de sepultamento, quanto maior honra e glória não Lhe devemos em nosso cuidado diário, uns com os outros, como nos ordenou?!
Pr. Edson Rosendo
Igreja Batista da Graça em Caruaru

domingo, 24 de julho de 2016

Um Tríplice Atestado de Óbito - 17/07/2016

     Sermão proferido pelo Pr. Edson Rosendo, no domingo, Dia do Senhor 17/07/2016, do púlpito da Igreja Batista da Graça em Caruaru. Foi baseado em João 19:31-37 e descreve o testemunho, o atestado de óbito, emitido por de três classes de pessoas:
     * Emitido pelos judeus, os mandantes do assassinato de Jesus;
     * Emitido pelos gentios, os assassinos de Jesus;
     * Emitido pelos crentes, os beneficiados pela morte de Jesus.
---------------------------------------
Aproxime-se de quem te observa
     Sorria, você está sendo filmado! Não raramente entramos em estabelecimentos que contém esta informação. Embora tal alerta seja uma medida de segurança, não podemos ignorar o fato de que o mesmo acontece na vida cristã. 
     A igreja está sendo constantemente observada pelas suas atitudes na comunhão com Deus, uns para com os outros e na grande missão de propagação do Evangelho. Muitos dos que veem de longe, julgam-se incapazes de se aproximarem, pela lama em que estão afundados. O que eles precisam saber é que não há salvação fora de Jesus Cristo e os que para Ele correm, fazem parte do corpo.
      Cristo morreu pela sua noiva: a igreja, logo, não há comunhão fora dela. Não há como ser parte da família da aliança fora da membresia da Igreja, sem uma genuína profissão de fé e batismo no Senhor. É por isso que somos observados em nossa lide de propagação do Evangelho para alcançar aqueles que ainda não fazem parte da Igreja, para busquem o Senhor Jesus em arrependimento e desfrutem das gloriosas bênçãos da graça. 
     Prega a palavra! Não seja apernas observado, mas aproxime-se daqueles que precisam saber a razão da esperança que há em você.
Pr. Edson Rosendo

Como Viver para o Inteiro Agrado de Deus - 10/07/2016

     No domingo, dia do Senhor, 10/07/2016, o Pr. Edson Rosendo proferiu esta mensagem, do púlpito da Igreja Batista da Graça em Caruaru.
     O presente sermão foi dividido em três pontos que nos dão os caminhos para viver para o agrado de Deus:
          1) Praticando a Justiça
          2) Amando a Misericórdia
          3) Andando Humildemente com Deus
Para ouvir ou baixar o sermão clique aqui: DOWNLOAD
--------------------------
Cristão é o seu nome?
     Em todas as culturas, todos os homens, quer sejam ímpios ou piedosos, procuram preservar o nome que possuem. Isto se dá não só por ser um aspecto essencial de sua identidade, mas também por reunir legados históricos da família, bem como realçar os aspectos afetivos de filiação. 
     Porém, quanto aos cristãos, muitos deles se esquecem do fato de que para além do nome e sobrenome de prestígio que possuem, carregam junto a si uma identidade muito mais gloriosa que deve ser objeto de todo zelo: ser cristão. Por cristão se entende ‘aquele que segue os ensinamentos de Cristo’ ou, nas palavras do profeta Miquéias (6.8), aquele que cumpre as instruções que Deus mesmo nos declarou que é bom e requer de nós: praticar a justiça, amar a misericórdia e andar humildemente com Ele. 
     Sem que façamos estas coisas, estaremos menosprezando o nome de Cristo, pelo qual importa que vivamos. Dessa maneira, só resta clamar: ou você vive de modo digno da vocação para a qual foi chamado ou deve mudar a sua identidade, pois horrível será chegar diante do Pai e ouvir as tristes palavras: “apartai-vos de mim, nunca vos conheci”. 
     Que Cristo seja seu tudo e que o mundo vendo a glória dele no seu proceder, diga: “eis aí um cristão que se espelha no seu Senhor e O honra em todas as coisas”.
Pr. Edson Rosendo

terça-feira, 19 de julho de 2016

Jesus Cristo: Morrendo e Ensinando - 03/07/2016

     Sermão proferido pelo Pr. Edson Rosendo, do púlpito da Igreja Batista da Graça em Caruaru, no domingo, Dia do Senhor, 03/07/2016. Foi baseado em João 19:28-30. O contexto do sermão relaciona-se com as lições que foram proferidas da cruz e a divisão do sermão está assim definida:
     1) Mesmo na Cruz Ele Ensinou ser um verdadeiro Homem:
          Ao Sentir Necessidades;
          Ao Ser Atendido Por Pessoas.
     2) Mesmo na Cruz Ele Ensinou ser um Verdadeiro Deus:
          Ao Consumar a Sua Obra;
          Ao Entregar a sua Vida.
(Clique no botal de Download para ouvir ou baixar o áudio do sermão)

LIÇÕES PROFERIDAS DA CRUZ

     Não sem razão, certo pensador cristão afirmou que a cruz foi um púlpito e a morte de Cristo foi a maior pregação de amor pelo seu povo. Sem dúvida, vemos na cruz algo que nenhum de nós poderíamos fazer. Todos os nossos pecados foram vencidos na cruz e na ressurreição de Cristo.
     Também podemos aprender da cruz o fato do Rei, Soberano, Senhor dos Senhores, Senhor dos Exércitos, esvaziar-se de Si mesmo, deixar toda a sua glória para viver como homem. Humilhar-se, vivendo entre e com pecadores, padecer dores que não eram suas, para que nós pudéssemos ter acesso ao trono da graça. 
     Mas por outro lado, não podemos esquecer que a cruz também significou o juízo de Deus sobre aqueles que não foram chamados eficazmente. Cristo não levou sobre Si o pecado dos ímpios, por isso, eles perecerão eternamente no lago de fogo e enxofre, pois nenhum tempo será capaz de pagar pelos seus pecados e por terem negado o Senhor da glória. 
     Diante de tais lições proferidas na cruz, não podemos nos esquecer de sermos gratos pela Sua obra por nós, filhos seus, sem que merecêssemos. Somente Cristo por nós, por sua graça. Glória, pois, a Ele, eternamente. Amém!
Pr. Edson Rosendo

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Atitudes Contrastantes ao Pé da Cruz - 26/06/2016

     No Reino de Deus podemos distinguir os homens entre crentes e incrédulos, ou ainda entre cabritos e ovelhas. O que difere a ambos não são o que fazem para serem aceitas diante de Deus, mas o que Jesus Cristo fez para que fossem ou não cidadãos do céu. 
     No entanto, embora não sejamos salvos pelas nossas obras, somos chamados para praticarmos aquelas que Deus preparou, de antemão, para que andássemos nelas. Esse é o grande diferencial entre aqueles que ouvirão o ‘vinde, benditos de meu Pai’ ou ‘apartai-vos de mim para o fogo eterno’. 
     As nossas atitudes aqui para terra, para com o próximo refletem as atitudes que temos para com Cristo, em comunhão ou em desobediência. Por esta razão, devemos nos encher sempre da Sua palavra para que possamos fazer a Sua vontade de todo coração, de todo entendimento e com todas as nossas forças. 
     É certo que quando estivermos cheios da graça de Deus, estenderemos essa graça aos nossos circunstantes, cumprindo a nossa responsabilidade de amor para com todos, lavando os pés uns dos outros, sendo servo para que Ele, em tempo oportuno, nos apresente ao Pai.
--------------------
     Este sermão faz parte da série de pregações no livro de João. Foi proferido pelo Pr. Edson Rosendo, do púlpito da Igreja Batista da Graça em Caruaru. no domingo, Dia do Senhor, 26/06/2016 e foi baseado em João 19:23-27. Como de costume, o Pr. Edson divide o sermão em tópicos. 
     São as seguintes as atitudes contrastantes ao pé da cruz:
          Atitudes Negativas:
            1) Quando os soldados tomaram as vestes de Jesus;
            2) Quando os soldados agouraram sobre as vestes de Jesus.
          Atitudes Positivas:
            1) Quando as testemunhas velam Jesus;
            2) Jesus cumpre a Lei de Deus.


terça-feira, 5 de julho de 2016

As Derrotas e as Vitórias do Calvário - 19/06/2016

A Cruz Foi Vitoriosa
     Mesmo tendo toda a aparência de derrota e fracasso, a cruz foi vitoriosa. Mesmo tendo Jesus sido surrado, esmurrado, julgado injustamente, preterido diante de salteador, escarnecido pelos soldados romanos, injustiçado pelo Sinédrio, justiçado por Pilatos, crucificado como malfeitor, mesmo a despeito de tudo isso, a cruz foi vitoriosa. 
     Ela marcou a restauração de todas as coisas; Ela marcou a redenção dos eleitos de Deus; Ela marcou a derrota fragorosa de Satanás; Ela marcou o fim do cativeiro do pecado; Ela consumou a obra da Redenção; Ela cumpriu à risca todo o desígnio de Deus, as suas profecias, anunciadas pelos seus santos profetas. 
     Enquanto os homens – mesmo os crentes – entristeceram-se com o Calvário, o céu se regozijava na vitória da cruz. Por isso que Jesus, mesmo crucificado e morto em humilhação, era aviltado apenas aparentemente, foi não houve vitória mais retumbante que a do Filho de Deus. Tudo quanto Deus intentou fazer Ele o fez! Bendito Senhor!
--------------------
     Sermão proferido pelo Pr. Edson Rosendo, no domingo, Dia do Senhor, 19/06/2016, do púlpito da Igreja Batista da Graça em Caruaru, baseado em João 19:17-22. Tem a seguinte divisão:
     
       1) As Derrotas do Calvário: 
            * A Cruz é Colocado Sobre Jesus;
            * Ele próprio carregando a sua cruz;
            * Jesus foi crucificado no Lugar da Caveira;
            * Jesus agora sobre a cruz;
            * Jesus Foi Escarnecido Por Pilatos.

       2) As Vitórias do Calvário: 
            * Mesmo à morte, Jesus Salvou Pecadores;
            * A Plenitude do Seu Reinado;
            * O Decreto de Deus Cumprido à risca.