quarta-feira, 29 de julho de 2015

Quais São as Diferenças Entre os Religiosos e os Crentes

     Sermão proferido pelo Pr. Edson Rosendo de Azevedo, no dia 26/07/2015, do púlpito da Igreja Batista da Graça em Caruaru. Foi baseado no texto do livro de João 10:22-42 e foi dividido em dois pontos:
     1) Quais são as marcas dos religiosos:
     * Eles não creem que Jesus é Deus;
     * Eles não são ovelhas de Jesus Cristo;
     * Eles têm ódio mortal de Jesus Cristo;
     * Eles são idólatras.
          2) Quais são as marcas dos crentes:
          * Eles ouvem e obedecem a Cristo;
          * Eles ganham do Senhor a vida eterna;
          * Eles tem a segurança da Salvação;
          * Eles creem que Jesus é Deus.
Faça AQUI o Download do Sermão (WMA)

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Os Sinais dos Salvos e dos Perdidos

     Sermão proferido pelo Pr. Edson Rosendo, do púlpito da Igreja Batista da Graça, em Caruaru-PE, no domingo 29/03/2015, baseado em João 7:38. O propósito da mensagem é provar que todo aquele que crê em Jesus, de fato, Rios de água viva brotam dele.
     Foi divido em dois pontos:
       * Os Sinais dos Salvos e
       * Os Sinais dos Perdidos.

domingo, 26 de julho de 2015

O Que Acontece Quando a Verdade é Pregada?

     Em resposta a esta pergunta, o Pr. Edson Rosendo divide o sermão em três respostas:
* Quando a verdade é exposta, se estabelece a confusão;
* Acontece o aviltamento do pregador;
* Quando a verdade é pregada não há possibilidade de ser neutro.
     O sermão foi baseado em João 10:19-21 e tem o propósito de capacitar os cristãos ao que devem esperar quando forem comunicar o Evangelho de Cristo.

sábado, 25 de julho de 2015

Deus Faz Acepção de Pessoas

     Sermão do Pr. Edson Rosendo, no domingo 28/06/215, baseado em João 9:35-41, proferido do púlpito da Igreja Batista da Graça, em Caruaru. Foi dividido em dois pontos:
     I - Como Jesus trata o crente?
* Jesus alcança o crente;
* Jesus prova o crente;
* Jesus consola os seus filhos;
* Ele conduz os seus filhos à adoração
     II - Como Jesus trata o obstinado?
* Tratando-o com juízo, mantendo-o na cegueira;  
* Negando-lhes a salvação.
     Faça AQUI o download deste sermão.

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Como Distinguir o Falso do Verdadeiro Pastor

     Sermão proferido pelo Pr. Edson Rosendo de Azevedo, do Púlpito da Igreja Batista da Graça em Caruaru, baseado em João 10:1-18, no domingo, Dia do Senhor, 12/07/2015.
     O Sermão foi dividido em 2 pontos:
     I - As Características do Verdadeiro Pastor:
          * O Verdadeiro pastor é afinado com Cristo;
          * Ele valoriza os oficiais da Igreja;
          * Ele conhece a Cristo e tem intimidade com Cristo;
          * Ele conhece as ovelhas individualmente;
          * O verdadeiro pastor dá um bom exemplo;
          * O Verdadeiro pastor prega sobre Cristo;
          * Um pregador fiel tem visão missionária;
     II - As Características do Falso Pastor:
          * O falso pastor é desafinado com Cristo;
          * O falso pastor não goza da confiança das ovelhas;
          * Os falsos pastores são covardes
     III - Conclusão
Clique AQUI para baixar o arquivo de áudio (WMA) deste sermão.

domingo, 10 de novembro de 2013

Série de Pregações na Epístola de Tiago

     Entre maio e agosto de 2004, o Pr. Edson fez uma série de pregações sobre a Epístola de Tiago. Foram 11 Sermões no total e o livro foi exaustivamente esmiuçado. Então fazemos agora a disponibilização de todos esses sermões. A Epístola de Tiago destaca a importância de lidar com a aflição do ponto de vista da fé. O relacionamento crucial entre a fé e obras ativas de obediência recebe especial atenção. Tem sido fonte de leitura para aqueles que sofrem e procuram consolo e fortalecimento de sua fé.
     Clique sobre o nome de cada mensagem para baixar:


sábado, 9 de novembro de 2013

Privilégios e Castigos da Lei de Deus

O Cristianismo é a única religião que prega a salvação pela fé, independente das obras da lei, mas não deixa de ensinar que a importância das boas obras é para servir o próximo, também faz bem aos que as realizam. Mas não dão nenhum mérito pessoal a quem as realiza.
A Escritura deixa bem claro que não somos salvos pelas boas obras, mas somos salvos para as boas obras. O pecador redimido recebe bênçãos de Deus quando as pratica e o recebe castigos quando não as faz. Quando a Igreja obedece os mandamentos pode contar com as bênçãos do Senhor. As bênçãos de Deus são enviadas até em meio aos sofrimentos. Vida sem sofrimento não é sinal da bênção de Deus.
Não devemos ter uma postura de relaxamento quanto a Lei de Deus. É de grande importância viver em obediência à Lei de Deus para que possamos usufruir das bênçãos do Senhor e possamos viver conforme o Seu agrado.
Essa é a tônica da presente mensagem, proferida pelo Pr. Edson Rosendo de Azevêdo, no dia 27/10/2013. Foi baseada em Dt.11:26-32 e foi dividida em dois pontos:
1) A Obediência Trás a Bênção
2) A Desobediência Trás a Maldição

A Reforma e a Pregação da Cruz

No começo do cristianismo, a mensagem da cruz era a principal das mensagens, o tema principal de todas elas. Qualquer pregação proferida precisava ter o ingrediente da cruz. O cristianismo sempre foi a religião da cruz. Ele prega a cruz para todo aquele que se apresenta para seguir Jesus.
Da mesma forma que Jesus tomou a cruz e foi para a morte, assim também todo aquele que quiser seguir Jesus precisa morrer. O homem velho para nada serve. Os seus conceitos, gostos, paixões, amizades, apegos, práticas, tudo aquilo precisa passar pelo crivo da nova ordem, da ordem do homem nascido de novo. Tudo aquilo que se opuser ou impedir a consecução do novo status do homem renascido, deve ser objeto de repúdio, de rejeição, de descarte, mesmo que haja prejuízos financeiros, perdas de prestígio, fama, negócios, amizades, parentesco, mesmo os mais íntimos.Nada, nada pode ser mantido quando está em desacordo com a nova ordem. Essa era a pregação da cruz.
Porém, nos nossos dias a pregação da cruz sumiu dos púlpitos das igrejas. São raras as igrejas que tem apresentado ao pecador as reais exigências daquele que deseja seguir Jesus. Seguramente, se maioria dos crentes que povoa as igrejas souber dos custos para seguir Jesus, certamente uma massa esmagadora desistirá e dirá como os areopagitas disseram a Paulo: “Acerca disso te ouviremos noutra oportunidade”.
Mas a mensagem da cruz é a pregação do cristianismo; desde a lei, passando pelos profetas, pelos salmos, pelos apóstolos e muito mais pelo Senhor Jesus Cristo, a pregação era a nota de afinação de todas as pregações. Foi por causa dela que os profetas foram mortos, os apóstolos padeceram, Cristo foi crucificado e todos os fiéis pregadores foram perseguidos e assassinados.
Você ama a mensagem da cruz? Até morrer você a proclamará? Você a proclamará até se preciso morrer for?
Essa mensagem foi proferida pelo Pr. Edson Rosendo, no dia 29/09/2013. Foi baseada em II Cr.15:12-14 e foi dividida em 4 pontos:
          1) As Primeiras Reformas Implicam em Perdas
          2) A Reforma é Atacada
          3) A Reforma Deve Continuar

          4) A Confiança Carnal Destrói a Reforma 

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Libertos Para Cultuar

Deus exige de cada adorador o seu todo. Ninguém pode adorar a Deus se não o fizer de modo integral. Todo o ser deve ser do Senhor. Os desígnios, projetos, planos, pensamentos, devem ser submetidos ao escrutínio do Senhor.
Também tudo quanto o homem possui deve ser dedicado a Deus, antes que alguém possa adorá-lo. O tempo sem desperdício, o trabalho honesto, a família, os bens, a renda, o prestígio, a fama, o conhecimento, a beleza, o intelectualismo, os interesses, os gostos, as paixões, tudo, tudo deve ser deposto diante do Senhor. Há de haver uma entrega plena, ampla, irrestrita.
 Abraão entregou o seu melhor. Jó depôs todos os bens, filhos, ser. Jesus entregou-se sem reservas, sequer fazendo caso da sua condição de Deus. Nenhum adorador estará de forma legítima diante de Deus se mantém em seu poder alguma coisa do seu ser ou alguma coisa das suas posses.
Deus exige entrega total, inclusive dos detalhes. É nesse quesito que muitos adoradores prestam um culto vão, enganando-se a si mesmos, prestando um culto segundo os seus próprios desígnios, fazendo de conta que as exigências de Deus são apenas para amedrontar, e continuam fazendo do seu jeito, apenas para lhes aliviar as consciências culpadas, realizando um culto não autorizado, não eficaz, mentiroso, falso e desobediente.
Nenhum desses adoradores provará a Ceia do Cordeiro, pois desprezaram as instruções de Deus para o culto, foram profanos em todo o tempo, não respeitaram as Escrituras, e enveredaram por um caminho alternativo, mais fácil, mais barato, menos custoso, tentando agradar a dois senhores.
São esses que, por mais aparência de piedade que possuam, nunca verão a alva, pois não cumpriram aquilo para o qual foram criados: adorar a Deus em espírito e em verdade.
Quais são os passos para cultuar? Isso é o que responde os quatro pontos do Sermão proferido pelo Pr. Edson Rosendo, no domingo, Dia do Senhor, 01/09/2013. O sermão foi baseado no capítulo 5 de êxodo e foi dividido em quatro pontos:
        1) A Libertação é Sempre Precedida do Aumento das Dificuldades
        2) Deus Exige dos Adoradores Dedicação Integral
        3) Resistir às Sugestões de Satanás Quanto ao Culto

        4) Libertados Para um Culto de Plenitude

Equipados Para Evangelizar

Sabemos que somente os eleitos serão salvos, que somente eles responderão ao chamado do Espírito do Senhor. Mas essa chamada se dá pela pregação do Evangelho.
Quando o pregador anuncia o evangelho, ele está chamando os pecadores ao arrependimento. Enquanto ele prega aos ouvidos, o Espírito de Deus chama aos corações. E Ele chamará de modo eficaz somente os eleitos do Senhor.
Porém, a igreja não sabe quem são esses eleitos, pois eles não têm uma placa nas testas, identificando-os. E não cabe à igreja definir quem são os eleitos, pois essa tarefa foi do Senhor. Nem tampouco cabe à igreja dizer que algum pecador não é eleito se não atender o chamado assim que ouvir uma pregação legítima. Há eleitos que resistem por muito tempo até que o Espírito, finalmente, vence-lhes a resistência e os conduz a Cristo.
Outro motivo pelo qual a igreja não sabe quem são os eleitos que ainda estão no mundo é que os corações dos pecadores foram comparados por Jesus a quatro tipos de solos: “beira do caminho, entre espinhos, solo rochoso, terra fértil” e só deus conhece esses corações; O evangelista não. Por isso que somos ordenados a semear em todos os solos.
O Senhor determinou os que hão de se salvar, mas também Ele determinou o meio pelo qual esses eleitos serão chamados, que é pelo ouvir da pregação. Começo, meio e fim foram determinados pelo Senhor, e a igreja está exatamente nesse ‘meio’, com a sua pregação.
Os cristãos amadurecidos, crentes no decreto e na providência do Senhor, são aqueles que são conhecidos como os maiores evangelizadores, os que mais diligenciam por anunciar a Palavra do Senhor, os que mais oram pela conversão dos pecadores, os que mais choram pela terrível condição das almas perdidas.

Todo aquele que adora o Pai de modo legítimo, é também um evangelista legítimo, pois essas duas tarefas estão intimamente ligadas e uma não se realiza perfeitamente sem a outra.
Esse Sermão foi proferido pelo Pr. Edson Rosendo, no Domingo, Dia do Senhor, 08/09/2013. Foi baseado em Deuteronômio 11:8.25 e foi dividido em três pontos:
1) O primeiro Equipamento para Evangelização é Obedecer aos Mandamentos;
2) O Segundo Equipamento para Evangelização é Considerar as Diferenças Entre o Antes e o Depois;
3) O Terceiro Equipamento para Evangelização é Priorizar as Escrituras