sábado, 30 de março de 2013

Entregues à Morte o Dia Todo


      Este é um resgate de mais um antigo sermão do Pr. Edson Rosendo, proferido do púlpito da Primeira Igreja Batista Reformada em Caruaru, no domingo 09/01/2001.
      Por que pregar a verdade é colocar a vida em risco? Por que a pregação da verdade é tão indigesta para o ouvido humano?
      O Texto base, Marcos 6:14-29, narra o episódio da morte de João Batista e o sermão tem uma tônica ligada à história da igreja e de como  é comum observarmos os açoites e perseguições que os homens de Deus sofreram tão somente pro falar a verdade.
      Hoje não é diferente. Os homens preferem os seus próprios caminhos aos caminhos de Deus e se revoltam contra Deus e conta a sua pregação. Os seus pregadores são perseguidos por isso e a morte é sempre uma possibilidade para aquele que está comprometido com a verdade!
      Baseado nestes pressupostos, o sermão foi dividido em dois pontos:
           1) A Pregação da Verdade Produz Reações Odiosas
           2) O Fim do Pregador de Deus Pode Ser a Morte

quinta-feira, 14 de março de 2013

Despojando-se da Carne Para Vencer


Desde as lições no deserto do Sinai que Deus instruiu seu povo sobre a ética requerida para que Israel aplicasse na prática. Durante quarenta anos Deus deu instruções e provas para que o povo aprendesse como se portar quando chegasse à terra prometida.
Deus dava instruções e aplicava as provas, tal qual um exímio e competente professor, cujo prazer e recompensa é ver seus alunos andando nos caminhos ensinados. Deus, então, ensinou o povo a tratar os desafetos edomitas, amonitas e moabitas, respeitando os limites que lhes pertenciam, procurando andar pelas estradas, quando da travessia desses países, a fim de não lhes prejudicar as lavouras e rebanhos. Deus ainda ensinou o povo a ser honesto para com os desafetos, não usando de logro, mas comprando deles – e pagando – tudo quanto fosse necessário para o uso pessoal.
Deus ensinou ainda o povo a ter uma postura correta diante dele, mantendo a humilhação, demonstrando dependência, reconhecendo que era a mão do Senhor que a tudo dirigia, e que era o Guarda de Israel que socorria e protegia seu povo. Deus ainda ensinou o povo a ética para Consigo, quando o povo deveria buscar exclusivamente Sua glória, rejeitando toda e qualquer idolatria, que eram os pecados principais dos povos da terra, tanto os donos do cativeiro, quanto os povos das regiões para as quais se dirigiam.
E essas foram lições aprendidas a ferro e a fogo, pois essa ética seria a principal de todas, quando Israel se dirigiria a Deus de forma correta, da maneira como Ele se agradaria, chamando-o de Senhor, obedecendo aos seus mandamentos, honrando-O pela sua bondade e pela escolha que fez de tão insignificante poro, para ser seu povo peculiar.
Muito mais a igreja do Senhor tem essas obrigações, posto que está colocada em pedestal muito superior ao que Israel foi colocado. A igreja está posta como modelo para o mundo e sua responsabilidade tem alcance mundial, por isso do seu alto privilégio, mas também da sua elevada responsabilidade diante do Senhor da igreja. Todos devem cumprir sua ética com empenho e obrigação, pois essa é a nossa tarefa diante deste mundo perverso no qual vivemos.
_____________________________________
Esse sermão foi proferido pelo Pr. Edson Rosendo, do púlpito da Primeira Igreja Batista Reformada em Caruaru, no domingo, Dia do Senhor, 10/03/2013. Foi baseado em Dt.2:14-15 e foi dividido em três pontos:
1 – A Humilhação Que Combate o Orgulho
2 – Deus Incentiva o Povo a Não confiar na Carne, mas Confiar em Deus
3 – O Início da Conquista da Terra

Libertados Para Cumprir Uma Missão


 Jesus nunca nos libertou da escravidão do pecado para vivermos vida de ócio. Aliás, a desocupação nunca foi aprovada por Deus ou contemplada em seus propósitos. É óbvio que Deus instituiu o lazer, mas jamais o ócio. Deus instituiu o trabalho e Ele ordena que sua igreja trabalhe, e muito, e trabalhe enquanto é dia, pois a noite logo vem.
Deus deu à sua igreja a tarefa de adorá-lo, cultuando-o de todas as formas, muito mais de modo público, quando os adoradores se reúnem para cultuar o Senhor, salmodiando seu nome, dirigindo-lhe orações e trazendo as suas oferendas. Sendo nessa ocasião em que a igreja é alimentada, municiada, suprida e capacitada para desempenhar outra atividade: a evangelização missionária, quando a Palavra de Deus – o Evangelho – é levada aos homens ímpios, a fim de que ouçam todas as palavras da vida eterna, arrependam-se de seus pecados e sejam salvos por Jesus Cristo.
O desempenho dessas duas tarefas dirá da responsabilidade da igreja. Uma igreja irresponsável não cumpre uma das duas, ou nem uma das duas. Uma igreja responsável cumpre as duas. E essas tarefas não são opcionais, mas imperativas. Alguém já disse que a igreja entra na Casa de Oração para adorar e sai para evangelizar. Porém, mesmo realizando essas duas tarefas, a igreja não poderá fazer qualquer delas na dependência pessoal. Nenhuma igreja pode se arvorar a presunção de ousar fazer qualquer dessas tarefas na confiança do braço. Mas essas tarefas só poderão ser feitas quando a igreja depender de Deus. Elas só podem ser feitas pela fé. Sem fé não haverá igreja que agrade a Deus. Sem fé não haverá trabalho eficaz, nem adoração, nem evangelização. É nesse ponto que toda presunção de qualquer igreja cai por terra, colocando-a humilde e simples diante do Espírito do Senhor, olhando para suas ordens, cumprindo os seus mandatos.
Os crentes da igreja foram libertados das trevas para cumprirem essas missões e ninguém que se omita ou se esquive de realizá-las estará fazendo a vontade de Deus, mas estará na desobediência flagrante e contumaz.
___________________________________
Essa é a síntese do sermão que foi ministrado pelo Pr. Edson Rosendo de Azevedo, do púlpito da 1ª Igreja Batista Reformada em Caruaru, no domingo 03/03/2013. Foi baseado em Deuteronômio 1:1-8 e foi dividido em três Pontos.
1 – O Povo Precisa de Governo
2 – O Povo Caminha Para Cumprir a Missão
3 – O Povo Fracassa Por Falta de Fé

Deus Vigia a Sua Igreja Contra os Inimigos

     Sermão do Pr. Edson Rosendo de Azevedo, do púlpito da Primeira Igreja Batista Reformada em Caruaru, no Domingo, Dia do Senhor, 24/02/2013. O presente sermão foi baseado em Atos 2:1-8 e foi dividido em 3 pontos:
     1) Deus Vê a Aflição a que a Igreja Está Submetida
     2) Deus Ouve as Nossas Orações
     3) Deus Lida Com os Inimigos da Igreja
   
Faça AQUI o DOWNLOAD do ÁUDIO do SERMÃO em WMA