sexta-feira, 24 de maio de 2013

Quem é Jesus Para Você?

Trata-se de mais um resgate dos antigos sermões, pregados a mais de 10 anos e tão solicitados pelos irmãos da Igreja Batista Reformada. Ao final pode-se baixar o áudio ou o texto da mensagem, pois servirá de ferramenta para estudos.
Esse sermão foi proferido pelo Pr. Edson Rosendo de Azevedo, no domingo, Dia do Senhor, 12/05/2002, do púlpito da 1ª Igreja Batista Reformada em Caruaru. Foi baseado em Marcos 8:27-33. 
O presente sermão responde à pergunta: Quem é Jesus para você? A Escritura mostra que para essa pergunta só existem duas respostas (1) A falsa e (2) A verdadeira. Os perdidos darão a resposta falsa, a resposta errada, permanecendo na cegueira, mas os que creem darão a resposta verdadeira, a resposta certa, passando para a bem-aventurança.
Você pode baixar clicando AQUI o ÁUDIO do SERMÃO em WMA
ou

quinta-feira, 16 de maio de 2013

As Características de Uma Igreja Que Nega a Suficiência das Escrituras


     Fazemos mais um resgate dos antigos sermões dos nossos arquivos, no intuito de disseminarmos a palavra pregada, na certeza de que ela fará os seus frutos.
     Estamos cercados de igrejas e pastores que deixam de lado o que a Bíblia diz em detrimento daquilo que lhes agrada e dá satisfação. Ninguém pode distorcer o que a Bíblia diz, mesmo que não agrade, a verdade está nas Escrituras, independentemente de qualquer achismo. Igreja cheia não é sinônimo de igreja verdadeira. Os pastores andam distorcendo a Palavra para encher igrejas
     Esse Sermão foi proferido pelo Pr. Edson Rosendo de Azevedo, no domingo, Dia do Senhor, 01/06/2006. Foi baseado em II Tm.3:16-17. Foi dividido em dois pontos:

1) Uma Igreja Que Nega a Suficiência das Escrituras Vive de Forma Pragmática
2) Uma Igreja Que Nega a Suficiência das Escrituras Vive a Religião do Prazer e da Satisfação Pessoal

quarta-feira, 15 de maio de 2013

O Poder de Deus e a Minha Vida

Este é o oitavo sermão da série "O Conhecimento de Deus", proferido pelo Pr. Edson Rosendo de Azevedo, no domingo, Dia do Senhor, 14/01/2001. Ele tem o propósito de ensinar a Igreja a conhecer a Deus e tornar-se totalmente dependente Dele. Foi baseado no Salmo 62:11 e foi dividido em três pontos:
1) O Poder de Deus e a Vida Divina
2) O Poder de Deus e a Vida dos Homens e
3) O Poder de Deus e a Vida dos Crentes
Faça AQUI o DOWNLOAD do ÁUDIO do SERMÃO em WMA

terça-feira, 14 de maio de 2013

O Amor de Deus Mostrado na Vida dos Crentes


     Sermão Décimo Segundo, da Série “O Conhecimento de Deus”, proferido pelo Pr. Edson Rosendo de Azevêdo, no domingo, Dia do Senhor, 11/03/2001, baseado em I João 4:7. O presente sermão foi dividido em dois pontos:
     1) O Amor de Deus derramado em nossas vidas leva-nos em primeiro lugar a amar a Deus
     2) O Amor de Deus derramado em nossas vidas leva-nos inevitavelmente a amar o nosso próximo.

Quais São os Propósitos da Nossa Chamada


     Deus é um Ser 100% perfeito e exige perfeição absoluta daqueles que dele se aproximam. Isso exclui dessa aproximação qualquer mortal, posto que não há ninguém que não peque. Por isso da incompreensível solução adotada por Deus, de aceitar todos quantos deixem de confiar em si para confiar no seu Filho, por causa da obediência perfeita dele.
     Comparando as justiças dos homens com a justiça de Cristo, Deus ri, zomba das nossas justiças e as reprova na sua totalidade. Para cada pecado cometido, a punição cabível é a morte, imediatamente. Isso não acontece na vida do ímpio de forma imediata por causa da paciência de Deus sobre ele. E não acontece na vida do justificado porque Deus não o trata consoante os seus pecados, mas o castiga muito menos do que merecem os seus atos. E mesmo esse castigo é para mera disciplina.
     Já no caso dos ímpios, dos não justificados, Deus os castiga em parte apenas, uma vez que não podem suportar a totalidade da ira do Senhor aqui em vida. Mas o dia chegará, em que a totalidade da ira de Deus cairá sobre os tais e, por não haver quem pague por eles, serão levados à danação eterna e dali jamais sairão, porque eternidade alguma será suficiente para lhes penitenciar dos seus pecados, extinguindo-lhes a pena.
     A verdade que subjaz, no entanto, é que Deus castiga sim, toda desobediência. Os ímpios são afligidos com duras retaliações aqui, e penalidade eterna além. E as aflições do justo, seu desconforto, suas necessidades, seus problemas e agruras, quando não significam provas, são certamente a pequeníssima parte da punição disciplinadora que lhes é aplicada no célere progresso da glorificação.
_____________________________________________

     Esse Sermão foi proferido pelo Pr. Edson Rosendo de Azevedo, do púlpito da Primeira Igreja Batista Reformada em Caruaru, no domingo, Dia do Senhor, 12/05/2013. Foi baseado em Dt.7:1-11 e foi dividido em dois pontos:
     1) Nos fomos Chamados Para Não Mantermos Nenhuma Associação com os Ímpios
     2) Dar ao Crente de Viver em Santidade

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Você de Fato Ama a Deus?


     Sendo perpétua, a lei moral de Deus não muda. Ela representa o caráter de Deus. Foi dada desde o Antigo Testamento e reafirmada no Novo. Sua vigência nos diz respeito, e a santidade consiste em obedecê-la. Jesus afirmou que "se me amais, guardareis meus mandamentos". O homem de Deus é convocado a deixar a transgressão da lei de Deus e vir para uma vida de obediência a ela.
     A lei de Deus também nos impõe o monoteísmo, pois Deus é o único Senhor. E o monoteísmo do cristão aponta Cristo como o modo de legitimação desse monoteísmo, pois "ninguém vem ao Pai se não por mim", afirmou Jesus. O crente não possui outro senhor, outro deus, nem bens materiais, tangíveis ou intangíveis, nem Mamom, nem pessoas, nada, nada.
     Para o crente, o Senhor nosso Deus é o único Senhor. A obediência ao "não terás outros deuses diante de mim" implica em amor por Deus, o que facilmente livra o adorador de profanar o nome e o dia da adoração, cultuando a Deus em espírito, sem imagens ou representações.
     O amor do cristão por Deus ainda o leva a inculcar sua lei nos filhos, em todo o tempo, em todas as oportunidades, narrando exaustivamente os feitos de libertação executados por Deus em favor do seu povo, bem como suas exigências para que o obedeçamos. Os filhos, ouvindo os portentos de Deus, aprenderão a temê-lo, respeitá-lo, a considerar sua Palavra, ouvir a pregação no culto, a entender o valor do próximo e os limites da ação com respeito a ele, e, certamente, serão homens que cumprirão suas obrigações com o meio social. E, em estando no propósito de Deus, tudo isso será usado para produzir nos filhos o novo nascimento, segundo a sua soberana vontade.
     Infelizmente, vivemos numa geração de crentes em que a lei de Deus é desprezada, ignorada, omitida dos púlpitos, levando os crentes a viver uma vida ociosa e relaxada com relação à obediência a ela, tendo como conseqüências a falta de amor pelo Senhor, o apego por outros deuses, uma vida de desobediência e a condução de filhos cada vez mais perversos e maus, mesmo vivendo todos dentro das igrejas. Que Deus nos ajude a reverter esse desprezo por sua santa lei.
_____________________________________________________
     Esse sermão foi proferido pelo Pr. Edson Rosendo de Azevedo, do Púlpito da Primeira Igreja Batista Reformada em Caruaru, no domingo, Dia do Senhor 05/05/2013. Foi baseado em Deuteronômio 6:4-9 e foi dividido em três temas que responde à seguinte pergunta: Você de Fato Ama a Deus?

          I Quem Ama a Deus Obedece a Sua Lei
          II Quem Ama a Deus Não Cultua Outros Deuses
          III Quem Ama a Deus Instrui os Filhos na Palavra